sábado, 19 de dezembro de 2009

O termo Hierofante.



De certa feita perguntaram-me o significado da palavra hierofante. Minha resposta apresada foi: um grande mestre.
Os anos se passaram e quando eu comecei a tentar divulgar alguns escritos através da internet, com esse site/blog, resolvi falar de um assunto que não aquele da ciência tradicional, mas sim das abordagens de caráter não-científico, de formas de entender o mundo que se diferem dos métodos usados pela ciência. Aí, lembrei-me do termo hierofante. Ao estudá-lo melhor percebi que o nome era factível de servir de título deste espaço. Ao sistematizar o estudo da origem do termo hierofante cheguei aos seguintes resultados:

Do dicionário Houaiss-Online, obtive: 1. sacerdote que, nas religiões de mistérios da Grécia antiga, notadamente em Elêusis, instruía os futuros iniciados, mostrando-lhes solenemente os objetos sagrados, 2. o grão-pontífice na antiga Roma. 3. Derivação: sentido figurado. expositor de mistérios sagrados; cultor de ciências ocultas; adivinho.
Dos quais simpatizei com a terceira opção: expositor de mistérios sagrados; cultor de ciências ocultas; adivinho.
Ao atentar-me mais com um livro o qual é muito citado em meus escritos, trata-se de: O Livro da Religiões, percebi que Mircea Eliade atribuía ao termo um bom significa com referência, também, à Grécia antiga. O hierofante para ele seria o homem que obtém seu conhecimento do sagrado porque este se manisfesta com algo totalmente diferente do profano - isso seria hierofani, que significa algo sagrado está se revelando para nós.
Por fim, foi um dicionário de curiosidade Etimológicas que me ajudou. De lá se lê:

"Dizia-se assim na antiguidade o magno sacerdote dos mistérios de Eleusis, o homem sagrado, de casta, de raça, de vida ilibada, a quem se atribuía a missão de iniciador dos mistérios. Equivalente ao Pontifex Maximus dos romanos. A sua origem patenteia-se na formação do composto: Hiéros e fantes (do verbo fáino o último elemento) que tem o sentido de aparecer, revelar-se. O primeiro elemento é o mesmo que se acha em hieróglifo, e o 2º elemento da mesma raiz donde saíram fantasma, fanal e fenômeno. Não deixou a literatura que se perdesse tão preciosa jóia vocabular, e ei-la aplicada em sentido típico ao indivíduo que se presume saberdor dos segredos ou mistérios." [1]

Bibliografia.
MAURICÉA FILHO, A. Dicionário de curiosidaes etimológicas. Rio de Janeiro: Línguas Vivas, (?).
[1] MAURICÉA FILHO, A. p. 140.
GAARDER, Jostein; HELLERN, Victor; NTAKER Henry. O livro das religiões. [trad. Isa Mara Lando] São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...