sexta-feira, 29 de abril de 2016

Religiões.



Religiões.
O caro leitor que acompanha esse blog já percebeu que ele tem como foco a publicação voltada aos assuntos sobre: Espiritualismo, Filosofia e Religião. Categorias que, de forma geral, não são encaradas como Ciência, são extensões voltadas à subjetividade, à significação. São formas de representação do mundo [1] mas cada qual do seu jeito. A Ciência é epistemológica centrada no conceito, no método enquando a Arte, a Filosofia [2] e a Religião são ontológicas voltadas às significações.


Vejamos um pouco sobre Religião.
Definir religião não é tarefa fácil e aqui, pelo menos por enquanto, não vou me arriscar nessa tentativa. Grandes estudiosos tentam encontrar algo em comum que possam defini-la, mas a tarefa é árdua. Para cada um que professa uma religião essa é encarada como sendo a que mais lhe completa, para não dizer a melhor, certos pesquisadores defendem que a religião deve ser estuda à luz da cultura na qual ela está inserida e no contexto histórico, o que não alivia a dificuldade.
Para Friedrich Schleiermacher "A religião é um sistema ou uma sensação de absoluta dependência" já para Helmuth von Glasenapp "A religião é a convicção de que existem poderes transcendentes, pessoais ou impessoais, que atuam no mundo , e se expressa por insight, pensamento, sentimento, intenção e ação." Poderia fazer uma extensa lista de conceitos para tentar escolher um melhor. Prefiro deixar aqui alguns motivos para se ler sobre religiões:
"Um rápido olhar para o mundo ao redor mostra que a religão desempenha um papel bastante significativo na vida social e política de todas as partes do globo. Ouvimos falar de católicos e protetantes em conflito na Irlanda do Norte, cristãos contra muçulmanos nos
Bálcãs, atrito entre muçulmanos e hinduístas na Índia, guerra entre hinduístas e budistas no Sri Lanka
(...)" dentre outros conflitos.
"Um conhecimento religioso sólido também é útil num mundo que se torna cada vez mais multicultural. Muitos de nós viajam para o exterior, entrando em contato com socieades que têm diferentes valores e modos de vida, ao mesmo tempo dque imigrantes e refugiados chegam a nossa própria porta, confrontando-se com um sistema social que lhes é totalmente estranho.
Além disso, o estudo das religiões pode ser importante para o desenvolvimento pessoal do indivíduo. As religiões do mundo podem responder a perguntas que o homem vem fazendo desde tempos imemoriais." (JOSTER, Gaader; HELLERN, Vitor;NOTAKER, Henry, 2005.p. 16.)
Notas:
[1] A palavra mundo pode se estender ao mundo íntimo, pessoal, subjetivo entendido por um indivíduo à sua maneira.
[2] A Filosofia, principalmente em boa parte das interpretações acadêmicas, é vista como uma reflexão sobre a Ciência, diante disso, é epistemológica. Veja nos elementos de página desse blog como trabalhamos com o termo Filosofia.
O Círculo na cosmogonia taoísta, significa o I Ching e representa o mundo como um processo ininterrupto de mudança onde tudo é impermanente.

Referências:
JOSTER, Gaarder; HELLERN, Vitor; NOTAKER, Henry.O livro das religiões. [trad. Isa Mara Lando] São Paulo: Companhia das Letras, 2005.pp.16-19-20.
ARANTES, José Tadeu. Do Xamã ao Prêmio Nobel: são todos filhos de Deus. São Paulo: Terceiro Nome; Mostarda, 2005.p.55.
MOREIRA, Ruy. Pensar e ser em geografia; ensaios de história, epistemologia e ontologia do espaço geográfico. São Paulo: Contexto, 2007.p108.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...